Marcado com 'Anestesiologia'

Assistência Ventilatória no Intraoperatório: Volume Corrente

Assistência Ventilatória no Intraoperatório: Volume Corrente

Por Dr. Luiz Fernando dos Reis Falcão – O volume corrente (VC), utilizado no intraoperatório é fator crucial, não somente na otimização das trocas gasosas, mas também na limitação da lesão pulmonar produzida pela ventilação mecânica. Nas últimas décadas, o VC tem diminuído progressivamente – de mais de 12 a 15 ml.kg-1 para menos de 9 ml.kg-1 de peso corporal real. A prática atual preconiza VC fisiológico de 6 ml.kg-1 de peso corporal ideal em pacientes com síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) leve a grave, e de 6 a 10 ml.kg-1 de peso corporal ideal em pacientes com pulmões normais.

Leia mais

Ventilação com posição prona | Benefícios e cuidados

Ventilação com posição prona | Benefícios e cuidados

Dr. Jorge Luis dos Santos Valiatti – A posição prona tem sido usada nos últimos anos como terapia adjuvante em pacientes com síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA), promovendo melhora da oxigenação e diminuição da mortalidade. Inicialmente, seu uso não demonstrou impacto na sobrevida, segundo os resultados do estudo clássico de Gattinoni et al., (2001). Porém, na análise post hoc desse estudo, houve evidência de redução da mortalidade em 10 dias no subgrupo de pacientes com a relação entre pressão arterial parcial de oxigênio (PaO2) e fração inspirada de oxigênio (FiO2) < 88, o que levantou a hipótese de que os pacientes mais graves poderiam se beneficiar dessa estratégia.

Leia mais

Assistência ventilatória no intraoperatório: pressão expiratória final positiva

Assistência ventilatória no intraoperatório: pressão expiratória final positiva

Por Dr. Luiz Fernando dos Reis Falcão – O uso da pressão expiratória final positiva (PEEP) no intraoperatório visa a reduzir a atelectasia e suas consequências funcionais. O nível da PEEP a ser utilizado e o seu papel na redução do risco de complicações respiratórias e mortalidade no pós-operatório ainda não estão estabelecidos. Normalmente, PEEP de 5 cmH2O é utilizado em pacientes com pulmões normais e valores maiores em pacientes com LPA. Em pacientes com DPOC, valores de PEEP menores ou mesmo de zero podem ser necessários, dada a presença de autoPEEP nesses casos. Entretanto, existe um subgrupo de pacientes obstrutivos que se beneficia do uso de PEEP, e, portanto, esse recurso deve ser considerado durante a deterioração da oxigenação.

Leia mais

Desmame da Ventilação Mecânica: o homem versus a máquina

Desmame da Ventilação Mecânica: o homem versus a máquina

Por Dr. Jorge Luís dos Santos Valiatti – O tratamento de insuficiência respiratória aguda ou crônica agudizada frequentemente requer a utilização de suporte ventilatório com pressão positiva. Aplicada de maneira total ou parcial, a ventilação mecânica (VM) tem como finalidades principais: manutenção das trocas gasosas, incluindo a correção da hipoxemia e da hipercapnia; redução do trabalho respiratório; prevenção da fadiga muscular e diminuição do consumo de oxigênio. A VM também é utilizada para a realização de procedimentos que necessitam de anestesia ou depressão do drive respiratório.

Leia mais