Marcado com 'Gabriel Novaes de Rezende Batistella'

Entendendo o complexo diálogo entre sistema imunológico e sistema nervoso central

Entendendo o complexo diálogo entre sistema imunológico e sistema nervoso central

O conceito de privilégio imune se refere à incapacidade de um órgão em rejeitar tecidos heterotópicos transplantados. Em 1940, Peter Medawar descreveu que enxertos homólogos de pele no sistema nervoso central (SNC) falhavam em criar uma resposta imune que levasse a sua rejeição. Porém, caso o mesmo enxerto fosse colocado em outra parte do corpo, uma resposta imune ocorria nesse tecido e, quando reinserido no SNC, finalmente aconteceria uma resposta por meio de rejeição tecidual.1 A principal explicação dada por Medawar foi a de que o SNC não tinha um sistema linfático. Portanto, não existiria uma janela de oportunidade para uma resposta imune, argumento que hoje se sabe estar ultrapassado.

Leia mais

Através dos olhos do paciente – convivendo com um tumor no sistema nervoso central

Através dos olhos do paciente – convivendo com um tumor no sistema nervoso central

Por Dr. Gabriel Novaes de Rezende Batistella – A descoberta de um tumor no sistema nervoso central é certamente um evento traumático para qualquer pessoa e, nem sempre, nós, médicos, conseguimos captar todos os pensamentos que assombram nossos pacientes em um momento tão delicado. Muito deve ser discutido em uma consulta neuro-oncológica: de qual tumor se trata, quais as opções terapêuticas, quais os efeitos colaterais esperados em uma eventual quimioterapia e/ou radioterapia, qual a programação para retornos, quando devem ser realizados exames de controle, quais as opções de segunda ou terceira linha, caso necessário, sem contar a necessidade de proporcionar acolhimento familiar simultâneo. O acolhimento do paciente, principalmente na sua primeira vinda ao consultório ou ao ambulatório, é decisivo para seu futuro terapêutico, e um olhar no aspecto multidisciplinar é essencial.

Leia mais

Um estranho no ninho: os tumores primários do sistema nervoso central

Um estranho no ninho: os tumores primários do sistema nervoso central

Por Dr. Gabriel Novaes de Rezende Batistella – Desde o começo dos estudos médicos, sabe-se que o encéfalo não possui muita opção de acomodação, pois ele existe em um sistema fechado (o crânio); logo, qualquer “inquilino” novo deverá existir à custa de perda de algo (doutrina de Monro-Kellie), seja mobilização liquórica, redução do fluxo vascular para o sistema nervoso central (SNC) ou, mesmo, sofrimento do parênquima encefálico, quando, em um momento crítico, tudo se torna inefetivo. Isso explica apenas parte dos sintomas de um portador de tumor primário do SNC ou de uma ou mais metástases cerebrais. Infelizmente, pouco se sabe sobre os fatores de risco. Essa doença não acarreta apenas sofrimento físico, mas também pessoal e familiar.

Leia mais