Marcado com 'Ligia Py'

Envelhecer, perdas e aquisições

Envelhecer, perdas e aquisições

Por Dra. Ligia Py A vinculação do envelhecimento à ideia de perda parece estar impregnada na dinâmica das relações sociais que vivemos. No entanto, Jack Messy (1999, p. 18) nos remete à noção de envelhecimento como aquisição, “pelo simples fato de que só perdemos aquilo que possuímos”. O envelhecimento, então, passa a ser visto não mais como uma sucessão interminável de perdas, mas como um processo vivido na tessitura de perdas e aquisições.

Leia mais

Reflexões sobre o Processo de Identificações

Reflexões sobre o Processo de Identificações

O aumento da longevidade nos surpreende, transgredindo o padrão da cronologia das idades e empurrando a velhice para adiante. As pesquisas demográficas claramente demonstram isso (Camarano e Kanso, 2016). Assim, se queremos viver muito, podemos dizer, inspirados na poesia lusitana, que envelhecer é preciso, e morrer (não é preciso?) continua obrigatório.

Leia mais

Ligia Py

Ligia Py
Psicóloga. Mestre e Doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Especialista em Gerontologia pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG). Orientadora de Aprendizagem no Curso de Envelhecimento e Saúde do Idoso na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Membro da Comissão Permanente de Cuidados Paliativos da SBGG. Membro da Câmara Técnica de Cuidados Paliativos do Conselho Federal de Medicina (CFM).