Ginecologia e Obstetrícia

Ovários policísticos ou síndrome dos ovários policísticos?

Ovários policísticos ou síndrome dos ovários policísticos?

Ainda existe controvérsia quando se fala em ovários policísticos.  No ultrassom dos ovários, pode-se verificar a presença de alguns folículos residuais que, por vezes, são chamados erroneamente de cistos e, daí, a confusão. Múltiplos folículos ou “pequenos cistos” nos ovários são encontrados em ¼ das mulheres ovulatórias normais e, portanto, não têm significado clínico. Entretanto, o diagnóstico de cisto folicular pressupõe, de maneira incorreta, a necessidade de cirurgia, o que era realizado em um passado não muito distante. A maioria dos cistos foliculares regride espontaneamente, ou esse processo pode ser acelerado com o uso de drogas bloqueadoras ovarianas, como anticoncepcional oral.

Leia mais

Medidas preventivas para gestantes e recém-nascidos em época de Covid-19

Medidas preventivas para gestantes e recém-nascidos em época de Covid-19

O Dr. Eduardo Camelo de Castro, especialista em Ginecologia e Reprodução Humana, afirma que a ciência ainda não dispõe de muita informação a respeito do impacto da Covid-19 em gestantes, fetos ou nos bebês que passam por essa pandemia. Por isso. os cuidados com estes pacientes devem ser redobrados e a ênfase deve ser na prevenção.

Leia mais

Preservação da fertilidade em pacientes oncológicos

Preservação da fertilidade em pacientes oncológicos

Os avanços tecnológicos na área da oncologia têm alcançado diagnósticos cada vez mais precoces, com maiores índices de cura dessa doença. Entretanto, a saúde reprodutiva de pacientes após o câncer quase sempre fica comprometida pelo tratamento, seja cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico.


O aumento da expectativa de vida e de cura impõe atenção aos efeitos secundários dos tratamentos. Nesse sentido, a função ovariana e a manutenção da fertilidade são dois aspetos que mais preocupam os pacientes com câncer.


Leia mais