Gen Medicina

Transplante de barba com a técnica FUE com DNI

Transplante de barba com a técnica FUE com DNI

Com o avanço das técnicas para o transplante capilar, mais especificamente com o desenvolvimento da técnica de excisão de unidade folicular, a chamada FUE (folicular unity excision), tornou-se possível retirar fios da barba e transplantá-los para áreas da barba e do couro cabeludo, para o tratamento de falhas ou rarefações na barba, além da calvície androgenética. Essa técnica consiste na retirada de cada unidade isoladamente e posterior implantação na área desejada. Utiliza-se um equipamento motorizado que, por meio de um punch, faz uma incisão circular ao redor de cada unidade folicular, liberando-a para ser retirada com uma pinça e, em seguida, estas unidades são implantadas na área receptora.

Leia mais

Abordagem da agitação psicomotora

Abordagem da agitação psicomotora

A agitação psicomotora é um fenômeno frequente e uma condição clinicamente relevante em pacientes com transtornos psiquiátricos, não apenas em situações de urgência, mas também em ambientes hospitalares e ambulatoriais1. A agitação, com ou sem agressividade, é responsável por 2,6% a 52% de todas as emergências psiquiátricas em no mundo2-8 e 23,6% a 23,9% (~24%) das emergências psiquiátricas no Brasil9,10.

Leia mais

Como identificar e tratar adequadamente a fagofobia?

como-identificar-e-tratar-adequadamente-a-fagofobia?

A fobia alimentar (FA), ou fagofobia, é caracterizada pelo medo excessivo e condicionado de comer ou engolir, muitas vezes precipitado por um evento de vômito ou engasgo, levando à recusa alimentar por mais de um mês. Muitas vezes, é desencadeada após um evento traumático em que tenham ocorrido vômitos ou sensação de asfixia provocada pela comida. O início é mais comum na infância (principalmente em meninas ), em geral após alguma infecção ou evento que tenha cursado com vômito associado. A vivência traumática desse episódio pode ocasionar um comportamento mal-adaptativo, como a recusa alimentar.

Leia mais

Distonia: Pacientes sem controle dos movimentos

distonia:-pacientes-sem-controle-dos-movimentos

Tiques, espasmos e outros tipos de movimentos involuntários são frequentemente associados à doença de Parkinson, mas há uma gama de distúrbios neurológicos que afetam as funções motoras. Entre eles está a distonia, doença que atinge 65 mil pessoas no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, e conta com ações de conscientização no mês de maio.

Leia mais